Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 982

Linda Martini: "Vamos ficar uma semana no Minho a tentar compor"

Os portugueses Linda Martini foram figura principal na segunda noite da Receção ao Caloiro. O conjunto formado por André Henriques, Cláudia Guerreiro, Hélio Morais e Pedro Geraldes fez furor com o seu rock, numa banda que, ao longo de quase hora e meia de concerto, também demonstrou as influências de post-rock e punk ao público minhoto. Antes da entrada no palco do Multiusos, Linda Martini falaram um pouco da história da banda, da noite na cidade vimaranense e da estadia no Minho, onde vão preparar novos projetos.

AAUM - Como surgiu o nome da vossa banda?

LM - Nós conhecemos uma rapariga com quem todos tivemos relações sexuais. Gostámos tanto da experiência que decidimos usar o nome dela, Linda Martini, para a nossa banda, além de que na altura ainda não tínhamos um nome.

AAUM - Já não é a primeira vez que tocam para a academia minhota. Quais são as vossas expectativas para o ambiente desta noite?

LM - Da última vez estava muita gente, gostávamos que fosse assim. A última vez numa Receção foi há três anos, as outras vezes foi no Enterro da Gata. Nós sabemos que vocês são animados, mais à hora que vamos tocar (risos). Por isso, temos vontade de dar um bom concerto. Queremos que vocês sintam boa energia.

AAUM - Querem partilhar connosco os vossos projetos para o futuro?

LM - Para já vamos ficar uma semana no Minho, sem mais ninguém e vamos tentar compor, já que nunca estivemos assim sozinhos. Vai ser uma experiência nova e queremos ver o que sai quando estamos completamente focados numa só coisa, sem mais nada para fazer. Não sabemos o que vai sair dali, se vai ser positivo ou não, mas estamos confiantes. 

AAUM - Querem deixar alguma mensagem para estes estudantes que estão agora no segundo dia de festa?

LM - Tragam dinheiro, nós temos merchandising, não gastem tudo em bebida (risos). Bebam água, não se gastem nestes dias todos e acima de tudo sejam amigos uns dos outros. Se virem alguém em apuros ou a fazer figuras tristes, ajudem ou juntem-se a eles, que assim nenhum de vocês se lembra.

 

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?