Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 982

‘Amolê’ leva estudantes de medicina em voluntariado a São Tomé e Príncipe

São duas estudantes da Universidade do Minho e estarão em São Tomé e Príncipe durante seis semanas em missão de voluntariado. Sabina Azevedo e Catarina Oliveira, alunas do 4.º ano de Medicina, irão estagiar no Hospital das Neves, no âmbito de uma Unidade Curricular do curso. A viagem tem início a 6 de junho deste ano.

‘Amolê’, nome dado ao projeto, provém da palavra ‘amor’, na língua portuguesa, sendo objetivo da dupla de estudantes “dar amor” em São Tomé, neste projeto de voluntariado médico.

As estudantes pretendem “ajudar a nível de serviços médicos e adquirir experiência e conhecimentos através do contacto com uma cultura diferente, num ambiente com grandes carências”. A possibilidade de ambas desenvolverem o projeto surgiu pela recolha e transporte de bens e materiais para a ilha de São Tomé, através de um contentor. Catarina e Sabina alargaram os objetivos “de modo a expandir o impacto positivo àquela população tão carenciada nas mais diversas áreas”, para levaram todo o material possível “não só para uso hospitalar mas também para distribuir por escolas e orfanatos da região”.

Em termos materiais, ambas querem angariar bens de uso hospitalar, como pensos, adesivos, luvas, máscaras, compressas e álcool, que mesmo com data expirada, “será útil”. Além disso, medicamentos, material didático e escolar (como cadernos, lápis, canetas, borrachas, livros, brinquedos), e produtos de higiene pessoal (escova dos dentes, pasta dos dentes), roupa (adultos, crianças/bebés, batas, lençóis, toalhas).

Catarina e Sabina já conseguiram o apoio de duas lojas de material hospitalar da cidade de Braga, bem como da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Sabe como ajudar? Quer fazê-lo? Consulte a página do Facebook do projeto.

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?