Receção ao Caloiro 2017 | Entrevista a Carolina Deslandes - "É sempre ótimo vir ao Norte"

Como é lidar com um público como este?
É sempre bom porque as pessoas vêm com boa disposição, animadas, preparadas para participar nos concertos. Não são todos os públicos que aderem, que participam, que cantam, que se chegam à frente, e hoje participaram muito e cantaram os temas todos. As pessoas são muito recetivas e é sempre ótimo vir ao Norte. 


Tem sido fácil conciliar os espetáculos com a maternidade?
É incrível. É a melhor coisa que já me aconteceu e todos os dias que acordo e vivo uma coisa nova com eles, parece que quando o amor chegou a um sítio, que já está a bater no teto e que não há mais para além daquilo, descobres que há mais e que o coração a cada dia cresce para caberem mais coisas lá dentro. As pessoas têm muito uma ideia, principalmente relativamente às mulheres: “agora foi mãe, não vai trabalhar”. É um processo natural. És mãe, só pensas nos teus filhos, queres protege-los, queres criá-los, queres que eles sejam saudáveis e fortes. Mas, a partir daí, a tua vontade de fazer tudo o resto é muito maior porque eu subo ao palco por eles, para que eles fiquem orgulhosos de mim quando crescerem. Eu quero que eles olhem para mim e saibam que podem sempre seguir os sonhos deles e que vale a pena. Então eu vou com uma vontade em dobro, em triplo, não sei dizer. Todos os dias acordo de manhã e vou com uma mentalidade muito mais focada e forte porque tudo o que eu faço é acima de tudo por eles.

Como é que foi a criação do hit “Mountains”, que explodiu com a tua carreira?
Dois melhores amigos, eu e o Bernardo, juntamo-nos um dia num quarto, fizemos uma canção que mudou a nossa vida para sempre. É a banda sonora de milhares de pessoas, tem 13 milhões de visualizações no Youtube. Se calhar, as pessoas viam-nos fechadas num quarto, com um caderno e uma caneta e pensavam que nós éramos só dois malucos. Às vezes é só preciso um bocadinho de fé e trabalho para as coisas correrem bem. 


Gostavas de deixar alguma mensagem para os estudantes do Minho?
Sim, acreditem que têm capacidade de traçar o vosso destino e construir a vossa felicidade. Por mais que seja a coisa mais estapafúrdia do mundo e que toda a gente diga que vocês são malucos, se vocês acreditam nisso, vão atrás disso.

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?